Gazeta de Alagoas SITE DA GAZETA DE ALAGOAS

A Gazeta de Alagoas saiu às ruas pela primeira vez em 25 de fevereiro de 1934. O País estava às vésperas da segunda Constituição republicana, que começou a vigorar no mesmo ano da criação do jornal. A sede era instalada inicialmente no centro comercial de Maceió, fundado e dirigido pelo jornalista e político Luiz Magalhães da Silveira, natural de Pernambuco e residente em Alagoas desde o Império, quando atuava na imprensa local.

O Estado de Alagoas, na época, tinha trinta jornalistas profissionais registrados no Serviço de Identificação Profissional do Ministério do trabalho, Indústria e Comércio.

A Gazeta de Alagoas passou a ser propriedade e primeiro veículo da Organização Arnon de Mello (OAM) nos anos de 1950, quando vendia menos de 200 exemplares diários. Antes da OAM, não pertencia mais a seu fundador Luiz Magalhães, mas a uma cooperativa falida, segundo informações de antigos funcionários.

Pioneiro

O matutino não só nasceu numa época das mais conturbadas no Brasil, mas também pioneiro – uma vez que foi o primeiro jornal em todo o território alagoano, depois do Diário Oficial do Estado, servido de linotipo desde 1916, a inaugurar a composição mecânica.

A Gazeta tornou-se famosa devido à resistência de seus dirigentes. Este matutino deve ser destacado na História do jornalismo alagoano por ser o único entre os demais existentes no Estado cujas coleções têm as informações que os historiadores e pesquisadores podem e devem buscar acerca da maioria dos fatos mais e menos importantes ocorridos em Alagoas, no Brasil e no Mundo.

A Gazeta de Alagoas chegou a ter todos os exemplares de um dia impressos com a impressora sendo movimentada pelas mãos de seus próprios diretores e colaboradores, porque gente aliada ao governo teria provocado a suspensão do fornecimento de energia e ameaçado destruir as instalações da empresa com o uso de marretas.

Hoje, a Gazeta de Alagoas apresenta um dos mais modernos layouts impressos e formato de publicação, sendo o mais lido no estado.

Dados técnicos

  • Participação: Leitura habitual – 87%
  • Formato: 25,2 x 51cm
  • Periodicidade: Terça a domingo