TV Gazeta SITE DA TV GAZETA

“Alagoas passa a ser uma ilha cercada de comunicação por todos os lados”. Foi esta a definição que um telespectador alagoano encontrou quando as primeiras imagens nítidas, e a cores, da TV GAZETA chegaram aos lares na capital e no interior do Estado.

O Canal 7 dos alagoanos ainda estava em fase experimental. Os primeiros sinais começaram a ser transmitidos na última semana de agosto de 1975.

A inauguração oficial do então mais novo empreendimento do jornalista, empresário e político Arnon de Mello, com a maior festa na área das comunicações no Estado, foi inicialmente anunciada para 1o de outubro. Terminou acontecendo na tarde de 27 de setembro. Até mesmo o Jornal de Alagoas, que era o principal concorrente da Gazeta de Alagoas, da Organização Arnon de Mello (OAM), destinou espaços enormes com reportagens e artigos ao memorável acontecimento.

As manifestações de toda a Alagoas só poderiam ser as mais entusiásticas, porque o Estado deixava de ser o único, em todo o País, que não tinha uma estação de televisão própria. E mais ainda, vinculada à Rede Globo e incluída entre as cinco ou seis mais bem equipadas do Brasil. Antes de a TV GAZETA começar a gerar os primeiros sinais, o diretor-executivo de Comercialização da Rede Globo de Televisão, Yves Alves, já declarava, em Recife, que ela era o elo que estava faltando para a integração total do Nordeste. E para o engenheiro eletrônico Leonardio Schinner, diretor-técnico da RCA Gelesistemas do Brasil, os seus equipamentos estavam no mesmo nível de sofisticação tecnológica das melhores estações de televisão do Brasil.

Da pedra fundamental ao início das operações da TV GAZETA, construída em onze meses, foram investidos cerca de 20 milhões de cruzeiros.

A nova emancipação

A Assembléia Legislativa, a Câmara Municipal de Maceió, e de outros municípios, outras instituições e entidades públicas e privadas, antes de o Canal 7 da OAM ir ao ar pela primeira vez, já comemoravam o 27 de setembro.

O “dia da emancipação de Alagoas nas comunicações’. Ou de quando o Estado passou a ficar mais colorido, a se comunicar melhor, com aparelhagem das mais modernas, o prédio funcional e a programação eclética de sua televisão pioneira.

Alagoas tinha que ser emancipada novamente de Pernambuco. Já estava política e administrativamente desde setembro de 1817. Faltava em termos de televisão. Não podia continuar sofrendo com as imagens “tremidas”, distorcidas, com chuviscos, em preto-e-branco, com interferências, como as que chegavam da TV Rádio Clube de Pernambuco, em Maceió, através da repetidora instalada na Serra da Mariquita.

Quando a TV GAZETA entrou em funcionamento, o Brasil havia ingressado, há 30 anos, na Era da Televisão, com a TV Tupi, graças à iniciativa do jornalista Assis Chateaubriand, outro pioneiro nas comunicações no País. Os primeiros televisores foram vendidos em Maceió nessa mesma época. Com a instalação do seu Canal 7, a Organização Arnon de Mello realizou um sonho de 30 anos do povo alagoano.